Interferência luminosa - experimento de Young

Exercícios

 

01-(UECE) Na figura a seguir, C é um anteparo e So, S1 e S2 são fendas nos obstáculos A e B

Assinale a alternativa que contém os fenômenos ópticos esquematizados na figura.

a) Reflexão e difração

b) Difração e interferência

c) Polarização e interferência

d) Reflexão e interferência

 

02-(URS-RS) Mediante uma engenhosa montagem experimental, Thomas Young (1773-1829) fez a luz de uma única fonte passar por duas pequenas fendas paralelas, dando origem a um par de fontes luminosas coerentes idênticas, que produziram sobre um anteparo uma figura como a registrada na fotografia a seguir.

A figura observada no anteparo é típica do fenômeno físico denominado

a) interferência.

b) dispersão.

c) difração.

d) reflexão.

e) refração

 

03-(MACKENZIE-SP) A experiência de Young, relativa aos fenômenos da interferência luminosa, veio mostrar que:

a) a interferência só é explicada satisfatoriamente através da teoria ondulatória da luz.

b) a interferência só pode ser explicada com base na teoria corpuscular de Newton.

c) tanto a teoria corpuscular quanto a ondulatória explicam satisfatoriamente esse fenômeno.

d) a interferência pode ser explicada independentemente da estrutura íntima da luz.

e) a luz não sofre interferência

 

04-(UECE) Uma experiência de interferência de fenda dupla é realizada com luz azul-esverdeada de comprimento de onda igual a 512 nm. As fendas estão separadas, entre si, por uma distância de 1,2 mm. Uma tela é localizada a uma distância de 5,4 m do anteparo que contém as fendas. A distância, em milímetros, que separa as franjas brilhantes consecutivas vistas sobre a tela é, aproximadamente:

a) 2,3

b) 4,0

c) 5,2

d) 1,2

 

05-(UFPE) A figura a seguir ilustra esquematicamente o aparato usado na experiência de Young (de fenda dupla) para observação da interferência óptica.

As fendas estão separadas por d = 10 mm e a distância delas ao anteparo é D = 1,0 m. Qual o valor da distância y, em cm, correspondente ao terceiro máximo lateral do padrão de interferência quando as duas fendas são iluminadas por luz de comprimento de onda igual a 0,5 mm?

 

06-(UECE) Através de franjas de interferência é possível determinar características da radiação luminosa, como, por exemplo, o comprimento de onda. Considere uma figura de interferência devida a duas fendas separadas de d = 0,1 mm.

O anteparo onde as franjas são projetadas fica a D = 50 cm das fendas. Admitindo-se que as franjas são igualmente espaçadas e que a distância entre duas franjas claras consecutivas é de y = 4 mm, o comprimento de onda da luz incidente, em nm, é igual a

a) 200

b) 400

c) 800

d) 1600

 

07-(UF-CE) Junto a um posto de gasolina, muitas vezes vemos poças d’água com manchas coloridas em virtude do óleo nelas contido. Tais manchas são explicadas por:

a) refração      b) polarização      c) interferência      d) difração      e) ressonância

 

08-(UF-BA) Na experiência de Thomas Young, a luz monocromática difratada pelas fendas F1 e F2 se superpõe na região limitada pelos anteparos A2 e A3, produzindo o padrão de interferência mostrado na figura.

 

 

Sabendo que a luz utilizada tem freqüência igual a 6,0.1014Hz e se propaga com velocidade de módulo igual a 3,0.108m/s, determine, em unidades do SI, a diferença entre os percursos ópticos, a e b, dos raios que partem de F1 e F2 e atingem o ponto P.

09-(ITA-SP) Luz de um determinado comprimento de onda desconhecido ilumina perpendicularmente duas fendas paralelas separadas por 1 mm de distância. Num anteparo colocado a 1,5m de distância das fendas, dois máximos de interferência contíguos estão separados por uma distância de 0,75 mm. Qual é o comprimento de onda da luz?

 

 

10-(UFop-MG) A figura mostra o esquema da montagem com a qual Thomas Young obteve um padrão de interferência com a luz.

A fonte de luz é monocromática, a separação entre as fendas S1 e S2 é d=0,10 mm e as franjas de interferência são observadas em um anteparo situado a uma distância D=50cm das fendas. A separação entre duas franjas claras consecutivas é DX=2 mm. Dado: c=3.108m/s.

a) Calcule o comprimento de onda da luz monocromática utilizada na experiência

b) Determine a freqüência dessa luz monocromática.

c) Descreva o comportamento das franjas, quando o tamanho das fendas S1 e S2 varia, isto é, aumenta ou diminui.

 

11-(ITA-SP-011)

 Um filme fino de sabão é sustentado verticalmente no ar por uma argola. A parte superior do filme aparece escura quando é observada por meio de luz branca refletida.

Abaixo da parte escura aparecem bandas coloridas. A primeira banda tem cor vermelha ou azul? Justifique sua resposta.

 

12-(UPE-PE-012)

Um feixe de luz monocromática de comprimento de onda λ atravessa duas fendas separadas de uma distância d como

ilustrado a seguir. Uma tela de observação é posicionada a uma distância D para estudar os padrões de interferência.

Considere que D >> d e utilize aproximações de ângulos pequenos.

Analise as seguintes proposições:

I. A distância entre o 7º mínimo e o máximo central vale 7λD/2d.

II. A distância entre franjas escuras consecutivas é uma constante.

III. Essa experiência comprova o caráter corpuscular da luz.

IV. O tamanho das fendas não altera o padrão de interferência no anteparo.

V. A distância entre o 2º mínimo e o 1º mínimo vale λD/d

Estão INCORRETAS

A) I e V, apenas       B) I, II, III e IV       C) I, II e V, apenas.          D) I, III e IV, apenas.            E) I, III e V, apenas

 

 

 

Resoluções