Voltar Inicial Enem Mecânica Óptica

 

 

 

 

 

 

14-13-Eletromagetismo

01-(UFJF-MG-014)

Três partículas atravessam uma região de campo magnético uniforme e de direção perpendicular, penetrando no plano da página. As trajetórias das partículas localizam-se no plano da página e penetram na região de campo uniforme

perpendicularmente à direção do campo. Analisando as trajetórias registradas, podemos afirmar, em relação à carga das partículas:

a) A partícula 1 tem carga negativa, a partícula 2 e a partícula 3 têm carga positiva.

b) A partícula 1 tem carga negativa, a partícula 2 carga nula e a partícula 3 tem carga positiva.

c) A partícula 1 tem carga negativa, a partícula 2 carga positiva e a partícula 3 tem carga nula.

d) A partícula 1 tem carga nula, a partícula 2 carga positiva e a partícula 3 tem carga negativa.

e) A partícula 1 tem carga positiva, a partícula 2 carga nula e a partícula 3 tem carga negativa.

 

02-(UNESP-SP-014)

Espectrometria de massas é uma técnica instrumental que envolve o estudo, na fase gasosa, de moléculas ionizadas, com diversos objetivos, dentre os quais a determinação da massa dessas moléculas. O espectrômetro de massas é o instrumento utilizado na aplicação dessa técnica.

(www.em.iqm.unicamp.br. Adaptado.)

A figura representa a trajetória semicircular de uma molécula de massa m ionizada com carga +q e velocidade escalar V, quando penetra numa região R de um espectrômetro de massa.

Nessa região atua um campo magnético uniforme perpendicular ao plano da figura, com sentido para fora dela, representado pelo símbolo . A molécula atinge uma placa fotográfica, onde deixa uma marca situada a uma distância x do ponto de entrada.

Considerando as informações do enunciado e da figura, é correto afirmar que a massa da molécula é igual a


03-(AFA-014)

Na figura abaixo, estão representados dois longos fios paralelos, dispostos a uma distância l um do outro, que conduzem a mesma corrente elétrica i em sentidos opostos.

Num ponto P do plano xy, situado a uma distância d de cada um dos fios, lança-se uma partícula, com carga elétrica positiva q na direção do eixo y, cuja velocidade tem módulo igual a v.

Sendo µ a permeabilidade absoluta do meio e considerando desprezível a força de interação entre as correntes elétricas nos fios, a força magnética que atua sobre essa partícula, imediatamente após o lançamento, tem módulo igual a



04-(FUVEST-SP-014)

Partículas com carga elétrica positiva penetram em uma câmara em vácuo, onde há, em todo seu interior,

um campo elétrico de módulo E e um campo magnético de módulo B, ambos uniformes e constantes, perpendiculares entre si, nas direções e sentidos indicados na figura.

As partículas entram na câmara com velocidades perpendiculares aos campos e de módulos v1 (grupo 1), v2 (grupo2) e v3 (grupo3).

As partículas do grupo1têm sua trajetória encurvada em um sentido, as do grupo 2, em sentido oposto, e as do grupo 3 não têm sua trajetória desviada. A situação está ilustrada na figura abaixo.

Considere as seguintes afirmações sobre as velocidades das partículas de cada grupo:

I. v1 > v2 e v1 > E/B

II. v1 < v2 e v1 < E/B

III. v3 = E/B

Está correto apenas o que se afirma em

a) I. b) II. c) III. d) I e III. e) II e III.

05-(UNESP-SP-014)

A figura é o esquema simplificado de um disjuntor termomagnético utilizado para a proteção de instalações elétricas residenciais. O circuito é formado por um resistor de baixa resistência R; uma lâmina bimetálica L, composta pelos metais X e Y; um eletroímã E; e um par de contatos C. Esse par de contatos tende a abrir pela ação da mola M2, mas o braço atuador A impede, com ajuda da mola M1 . O eletroímã E é dimensionado para atrair a extremidade do atuador A somente em caso de corrente muito alta (curto circuito) e, nessa situação, A gira no sentido indicado, liberando a abertura do par de contatos C pela ação de M2.

De forma similar, R e L são dimensionados para que esta última não toque a extremidade de A quando o circuito é percorrido por uma corrente até o valor nominal do disjuntor.

Acima desta, o aquecimento leva o bimetal a tocar o atuador A, interrompendo o circuito de forma idêntica à do eletroímã.

(www.mspc.eng.br. Adaptado.)

Na condição de uma corrente elevada percorrer o disjuntor no sentido indicado na figura, sendo αx e αy os coeficientes de dilatação linear dos metais X e Y, para que o contato C seja desfeito, deve valer a relação _________ e, nesse caso, o vetor que representa o campo magnético criado ao longo do eixo do eletroímã apontará para a ___________ .

Os termos que preenchem as lacunas estão indicados correta e respectivamente na alternativa

(A) αx > αy … esquerda. (B) αx < αy … esquerda. (C) αx > αy … direita.

(D) αx = αy … direita. (E) αx < αy … direita.


06-(FMABC-SP-014)

Um próton de massa 1,6.10-27kg e carga elétrica 1,6.10-19C é acelerado por uma diferença de potencial e penetra, por uma abertura A, perpendicularmente ao campo magnético uniforme de uma câmara de um espectrômetro de massa, com velocidade inicial (Vo) de valor 8.105m/s. A intensidade do campo magnético

no interior da câmara é de 4.10-1 T. O próton atinge o ponto F de um filme fotográfico colocado no interior da câmara. Com base nessas informações, podemos dizer que a distância (d) entre os pontos A e F e o intervalo de tempo decorrido desde o instante em que o próton penetra na câmara até o impacto com o filme valem, respectivamente, (Adote π=3)

(A) 0,02m e 2,5.10-8s (B) 0,04m e 7,5.10-8s (C) 0,02m e 1,25.10-8s (D) 0,04m e 5,0.10-8s

(E) 0,02m e 7,5.10-8s


07-(UDESC-SC-014)

Uma partícula, de massa m = 5,0.10-18kg e carga q = 8,0.10-6C, penetra perpendicularmente em um campo

magnético uniforme, com velocidade constante de módulo v = 4,0.106m/s, passando a descrever uma órbita circular de raio r = 5,0.103cm, desprezando o efeito do campo gravitacional. O módulo do campo magnético a que a partícula está submetida é igual a:

A. ( ) 4,0.10‑4 T B. ( ) 0,5.10-8 T C. ( ) 2,0.10-6 T D. ( ) 5,0.10-8 T E. ( ) 5,0.10-7 T


08-(UDESC-SC-014)

Assinale a alternativa incorreta a respeito de fenômenos eletromagnéticos.

A. ( ) Fios condutores paralelos e percorridos por correntes elétricas de mesmo sentido atraem-se, enquanto os de sentidos opostos repelem-se.

B. ( ) Uma corrente elétrica é induzida em um circuito sempre que há uma variação do fluxo magnético.

C. ( ) Um condutor percorrido por uma corrente elétrica, colocado em um campo magnético, sofre a ação de uma força exercida por este campo.

D. ( ) Não é possível separar os polos magnéticos de um ímã permanente, em forma de barra, quebrando-o.

E. ( ) Cargas elétricas em repouso ou em movimento produzem um campo elétrico e um campo magnético.

09-(UEA-AM-014)

Considere uma câmara em cujo interior atua um campo magnético constante, indicado por X, perpendicular ao plano da folha e entrando nela. Um próton, um elétron e um feixe de

radiação gama penetram no interior desta câmara por uma abertura comum, como mostra a figura.

O próton e o elétron passam pela entrada com a mesma velocidade, e os números indicam os possíveis pontos de colisão dos três componentes citados com a parede interior da câmara.

Considerando o próton, o elétron e a radiação gama, os números correspondentes aos pontos com que eles colidem são, respectivamente,

(A) 2, 4 e 3. (B) 3, 5 e 1. (C) 1, 4 e 3. (D) 2, 3 e 4. (E) 1, 5 e 3.


10-(UFPR-PR-014)

O espectrômetro de massa é um equipamento utilizado para se estudar a composição de um material. A

figura ao lado ilustra diferentes partículas de uma mesma amostra sendo injetadas por uma abertura no ponto O de uma câmara a vácuo. Essas partículas possuem mesma velocidade inicial , paralela ao plano da página e com o sentido indicado no desenho. No interior desta câmara há um campo magnético uniforme perpendicular à velocidade , cujas linhas de campo são perpendiculares ao plano da página e saindo desta, conforme representado no desenho com o símbolo . As partículas descrevem então trajetórias circulares identificadas por I, II, III e IV.

Considerando as informações acima e os conceitos de eletricidade e magnetismo, identifique como verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmativas:

( ) A partícula da trajetória II possui carga positiva e a da trajetória IV possui carga negativa.

( ) Supondo que todas as partículas tenham mesma carga, a da trajetória II tem maior massa que a da trajetória I.

( ) Supondo que todas as partículas tenham mesma massa, a da trajetória III tem maior carga que a da trajetória II.

( ) Se o módulo do campo magnético B fosse aumentado, todas as trajetórias teriam um raio maior.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.

a) V – V – V – F. b) F – V – F – V. c) V – F – V – V. d) V – V – F – F. e) F – F – V – V.



Imãs e campo magnético

 

60-(ESCOLA NAVAL-012-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UENaval13/image020.jpg

Um plano horizontal α contém determinado ponto O sobre o equador (geográfico), num local onde o campo magnético terrestre tem componente horizontal http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UENaval13/image021.jpg. Sob a ação única desse campo, a agulha magnetizada AA’ de uma bússola de eixo vertical  se alinhou ao meridiano magnético que passa por O, como mostra a figura. Considere que as propriedades

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UENaval13/image022.jpg

 magnéticas do planeta são as de uma barra cilíndrica  imantada com pólos magnéticos M e M’, ambos pontos da superfície terrestre. Já o eixo de rotação da Terra passa pelos pólos geográficos G e G’. Se esses quatro pólos têm suas projeções verticais em α (Ma, ...G’a) alinhadas com a agulha, um navegante, partindo de O) no sentido sul indicado inicialmente pela bússola, e que se desloque sem desviar sua direção, primeiramente passará próximo ao pólo

a) geográfico sul, se o pólo mais próximo de O for o pólo magnético norte  (barra imantada).

b) geográfico sul,  se o pólo mais próximo de O for o pólo magnético sul  (barra imantada).

c) geográfico norte,  se o pólo mais próximo de O for o pólo magnético norte  (barra imantada).

d) geográfico norte,  se o pólo mais próximo de O for o pólo magnético sul  (barra imantada).

e) geográfico sul (barra imantada),  se esse for o pólo mais próximo de O.

 

61- (UFPR-PR-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/Ufpr13/image021.jpg

Um indivíduo situado em Porto Alegre (RS) observou, através de uma bússola, que no inverno a direção do nascer do

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/Ufpr13/image022.jpg

sol não coincidia com a direção leste da mesma, mas sim com a direção nordeste. A respeito do assunto, identifique as afirmativas a seguir como verdadeiras (V) ou falsas (F):

( ) No inverno, a direção do sol nascente não coincide com o leste geográfico.

( ) Bússolas são sensíveis a campos magnéticos locais, que desviam as direções, sendo este o fator que justifica a divergência entre a direção apontada por elas e a do nascer do sol.

( ) Por se tratar de equipamento de baixa precisão, as bússolas não devem ser utilizadas para determinar direções.

( ) Em geral, o leste geográfico diverge do leste magnético apontado pela bússola.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.

a) F – V – V – F.          b) V – F – V – F.              c) F – F – V – V.             d) V – V – F – F.               e) V – F – F – V.

 

62-(PUC-MG-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/PUCMG13/image010.jpg 

Em poucas palavras, a bússola é um instrumento constituído por um pequeno ímã na forma de uma agulha, que

pode girar livremente por um ponto fixo em seu eixo, localizado em seu ponto médio. Esse ímã é montado sobre

um suporte mostrador onde estão indicados os pontos cardeais e sempre se orienta praticamente na direção que

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/PUCMG13/image011.jpg

liga os polos Norte e Sul geográficos. Isso acontece porque:

a) existe um campo magnético em torno da Terra e um componente desse campo paralelo à superfície da Terra orienta a bússola.

b) nas proximidades da superfície terrestre, existe um campo elétrico que faz com que o pequeno ímã sofra essa orientação.

c) a bússola se orienta devido ao magnetismo de algumas jazidas minerais existentes na superfície da Terra ou a pequenas profundidades.

d) a bússola se orienta na direção Norte e Sul terrestre devido à aurora boreal existente nos polos.

 

63-(PUC-PR-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/PUCPR13/image004.jpg

A respeito dos conceitos de eletromagnetismo, analise as afirmações a seguir:

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/PUCPR13/image005.jpg

I. Uma carga elétrica imersa em um campo elétrico sempre está sujeita a uma força elétrica.

II. Uma carga elétrica imersa em um campo magnético sempre está sujeita a uma força magnética.

III. A ciência ainda não encontrou nenhuma função ou aplicação para o campo magnético gerado pela Terra, além da orientação de bússolas.

IV. Um campo magnético sempre altera a trajetória de uma carga em movimento.

V. Até mesmo aparelhos elétricos pequenos em funcionamento geram ao seu redor campos magnéticos.

Estão corretas APENAS:

A) I, II e III.            B) II e IV.                 C) I e V.                  D) I, IV e V.                E) II, III e V.

 

64-(UNESP-SP-013)64

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UNESP13a/image024.jpg

A bússola interior

A comunidade científica, hoje, admite que certos animais detectam e respondem a campos magnéticos. No caso das trutas arco-íris, por exemplo, as células sensoriais que cobrem a abertura nasal desses peixes apresentam feixes de magnetita que, por sua vez, respondem a mudanças na direção do campo magnético da Terra em relação à cabeça do peixe, abrindo canais nas membranas celulares e permitindo, assim, a passagem de íons; esses íons, a seu turno, induzem os neurônios a enviarem mensagens ao cérebro para qual lado o peixe deve nadar. As figuras demonstram esse processo nas trutas arco-íris:

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UNESP13a/image025.jpg

Na situação da figura 2, para que os feixes de magnetita voltem a se orientar como representado na figura 1, seria necessário submeter as trutas arco-íris a um outro campo magnético, simultâneo ao da Terra, melhor representado pelo vetor

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UNESP13a/image026.jpg


 

Força  magnética sobre uma carga móvel imersa num campo magnético

 

61-(UNIMONTES-MG-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UNIMONTES13/image025.jpg 

Feixes de partículas de alta energia, como elétrons e prótons, têm sido imensamente úteis para os estudos de átomos e núcleos, cujo objetivo é conhecer a estrutura fundamental da matéria. Para trabalhar com os feixes, porém, é preciso produzi-los e controlá-los e, para tal, são usados os  aceleradores de partículas.

Resumidamente, o esquema de funcionamento de um desses aceleradores consiste em estabelecer uma diferença de

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UNIMONTES13/image026.jpg

potencial para que as partículas carregadas entrem em movimento e, em seguida, fazê-las passar por um campo magnético que as desvia, direcionando-as, de modo que suas trajetórias as façam passar novamente pela mesma diferença de potencial, por repetidas vezes. Dessa maneira, elas adquirem uma energia cinética extremamente elevada.

Em um experimento de física nuclear, um próton é acelerado a partir do repouso por uma diferença de potencial que o faz adquirir uma velocidade v = 1,5.106m/s.

Em seguida, o próton entra numa região de campo magnético uniforme de módulo 250 mT, com uma velocidade perpendicular ao campo. O próton, então, passará a percorrer uma trajetória circular de raio

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UNIMONTES13/image027.jpg

A) 8cm.                                    B) 6cm.                                      C) 5cm.                                        D) 4cm.

 

62-(ESPCEX-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UEsPcex013/image001.jpg

Partículas com grande velocidade, provenientes do espaço, atingem todos os dias o nosso planeta e algumas delas

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UEsPcex013/image002.jpg

interagem com o campo magnético terrestre. Considere que duas partículas A e B, com cargas elétricas  QA> 0 e QB<0, atingem a Terra em um mesmo ponto com velocidades, http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UEsPcex013/image003.jpg  perpendiculares ao vetor campo magnético local.

Na situação exposta, podemos afirmar que

a)  a direção da velocidade das partículas A e B não irá se alterar.

b)  a força magnética sobre A terá sentido contrário à força magnética sobre B.

c)  a força magnética que atuará em cada partícula terá sentido contrário ao do seu respectivo vetor velocidade.

d)  a força magnética que atuará em cada partícula terá o mesmo sentido de vetor campo magnético local.

e)  a direção da velocidade das partículas  A e B é a mesma do seu respectivo vetor força magnética.

 

63-(PUC-RJ-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/PUCRJ13/image039.jpg

Cientistas crêem ter encontrado o tão esperado “bóson de Higgs” em experimentos de colisão próton-próton com

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/PUCRJ13/image040.jpg

-energia inédita de 4 TeV (tera elétron-Volts) no grande colisor de hádrons, LHC. Os prótons, de massa 1,7.1027 kg

-e carga elétrica 1,6.10-19 C, estão praticamente à velocidade da luz (3.108 m/s) e se mantêm em uma trajetória

circular graças ao campo magnético de 8 Tesla, perpendicular à trajetória dos prótons.

Com estes dados, a força de deflexão magnética sofrida pelos prótons no LHC é em Newton:

(A) 3,8.1010-           (B) 1,3.1018-                (C) 4,1.1018-                 (D) 5,1.1019-                   (E) 1,9.1010

 

64-(UNESP-SP-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UNESP13/image029.jpg

Um feixe é formado por íons de massa m1 e íons de massa m2, com cargas elétricas q1 e q2, respectivamente, de mesmo módulo e de sinais opostos. O feixe penetra com velocidade V, por uma fenda F, em uma região onde atua um campo magnético uniforme B, cujas linhas de campo emergem na vertical perpendicularmente ao plano que contém a figura e com sentido para fora. Depois de atravessarem a região por trajetórias tracejadas circulares de raios R1 e R2=2R1, desviados pelas forças magnéticas que atuam sobre eles, os íons de massa m1 atingem a chapa fotográfica C1

 e os de massa m2  a chapa C2.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UNESP13/image030.jpg

Considere que a intensidade da força magnética que atua sobre uma partícula de carga q, movendo-se com velocidade v, perpendicularmente a um campo magnético uniforme de módulo B, é dada por FMAG= |q| · v · B.

Indique e justifique sobre qual chapa, C1 ou C2, incidiram os íons de carga positiva e os de carga negativa.

Calcule a relação m2/m1 entre as massas desses íons.


 

Força magnética sobre um condutor retilíneo imerso num campo magnético

 

18-(UCS-RS-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UCS13/image012.jpg

Os motores elétricos são importantes instrumentos na vida moderna, pois elevadores, liquidificadores, aspiradores de

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UCS13/image013.jpg

pó e vários outros equipamentos de uso cotidiano dependem deles. O princípio de funcionamento desses motores é baseado na interação entre corrente elétrica e campo magnético. Considere um fio reto de 0,2 m de comprimento, no qual circula uma corrente elétrica de 2 A. Esse fio está submetido a um campo magnético de 0,09 T, cujo sentido faz 30º com o sentido da corrente. Qual é o módulo da força magnética sobre o fio? Considere cos30º = 0,87 e sen30º = 0,5.

a) 0,018 N                   b) 0,028 N                      c) 0,038 N                      d) 0,110 N                      e) 0,509 N

 

19-(MACKENZIE-SP-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/MACKENZIE13/image018.jpg

Certo condutor elétrico cilíndrico encontra-se disposto verticalmente em uma região do espaço, percorrido por uma intensidade de corrente elétrica  i, conforme mostra a figura ao lado.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/MACKENZIE13/image019.jpg

Próximo a esse condutor, encontra-se a agulha imantada de uma bússola, disposta horizontalmente. Observando-se a situação, acima do plano horizontal da figura, segundo a vertical descendente, assinale qual é o esquema que melhor

ilustra a posição correta da agulha.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/MACKENZIE13/image020.jpg

 


Campo magnético originado por um condutor retilíneo extenso – Força de interação entre dois fios condutores paralelos

 

39-(UDESC-SC-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UDESC13/image014.jpg

Um fio retilíneo e horizontal, com 15g de massa e 1,0m de comprimento, é percorrido por uma corrente elétrica de intensidade i. O fio está a uma altura h do chão e há um campo magnético uniforme B=0,50T entrando no plano desta página, como mostra a Figura 3.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UDESC13/image015.jpg

Assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, o valor e o sentido da corrente elétrica, para que o fio flutue permanecendo em repouso.

A. ( ) 0,3A, para a direita                     B. ( ) 0,3A, para a esquerda                             C. ( ) 300A, para a direita

D. ( ) 300A, para a esquerda                E. ( ) 30A, para a direita

  

40-(MACKENZIE-SP-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/MACKENZIE13/image018.jpg

Certo condutor elétrico cilíndrico encontra-se disposto verticalmente em uma região do espaço, percorrido por uma intensidade de corrente elétrica  i, conforme mostra a figura ao lado.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/MACKENZIE13/image019.jpg

Próximo a esse condutor, encontra-se a agulha imantada de uma bússola, disposta horizontalmente. Observando-se a situação, acima do plano horizontal da figura, segundo a vertical descendente, assinale qual é o esquema que melhor

ilustra a posição correta da agulha.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/MACKENZIE13/image020.jpg


 

Campo magnético gerado por uma espira circular e por um solenóide

 

32-(UEL-PR-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/Uel13/image027.jpg

Com o objetivo de estudar a estrutura da matéria, foi projetado e construído no CERN (Centro Europeu de Pesquisas

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/Uel13/image028.jpg

Nucleares) um grande acelerador (LHC) para fazer colidir dois feixes de prótons, ou íons pesados.

Nele, através de um conjunto de ímãs, os feixes de prótons são mantidos em órbita circular, com velocidades muito próximas à velocidade da luz c no vácuo. Os feixes percorrem longos tubos, que juntos formam um anel de 27 km de perímetro, onde é feito vácuo. Um desses feixes contém N=2,0.1014 prótons distribuídos uniformemente ao longo dos tubos. Os prótons são mantidos nas órbitas circulares por horas, estabelecendo, dessa forma, uma corrente elétrica no anel.

a) Calcule a corrente elétrica i, considerando o tubo uma espira circular de corrente.(adote c=3,0.108m/s e  a carga de um próton e=1,6.10-19C).

b) Calcule a intensidade do campo magnético gerado por essa corrente no centro do eixo de simetria do anel do acelerador LHC (adote π = 3 e μo=1,26.10-6Tm/A).

Apresente os cálculos realizados na resolução deste item.

  

33-(PUC-RS-013) 33

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/PUCRS13/image017.jpg

Um fio longo e reto é posicionado no mesmo plano que uma espira condutora retangular, como mostra o esquema a seguir. Uma corrente elétrica i percorre o condutor no sentido indicado.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/PUCRS13/image018.jpg

Nestas circunstâncias, a corrente induzida na espira será

A) no sentido anti-horário se a corrente i for constante e a distância entre a espira e o fio for continuamente diminuída.

B) no sentido horário se a corrente i for constante e a distância entre a espira e o fio for continuamente aumentada.

C) no sentido anti-horário se a corrente i for continua­mente aumentada e a distância entre a espira e o fio for constante.

D) no sentido horário se a corrente i for continuamente diminuída e a distância entre a espira e o fio for constante.

E) nula se a corrente i for constante e a distância entre a espira e o fio for mantida.

 

34-(PUCCAMP-SP-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UPUCCAMP13/image002.jpg

Uma espira gira no interior de um campo magnético para gerar energia elétrica. Considere uma espira retangular

MNPQ imersa em uma região onde existe um campo magnético http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UPUCCAMP13/image003.jpg. Esta espira gira em torno de um eixo Y, no sentido indicado na figura (o lado MN está entrando no plano desta folha e o lado PQ está saindo dele).

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UPUCCAMP13/image004.jpg

Nestas condições, e para o instante representado na figura, é correto afirmar que

(A) no lado MN da espira, o potencial elétrico do ponto M é menor que o de N.

(B) no lado PQ da espira, a extremidade P fica eletrizada negativamente e o Q, positivamente.

(C) os lados MN e PQ equivalem a duas baterias associadas em paralelo.

(D) a força magnética que atua no lado PQ da espira é perpendicular ao plano da folha e saindo dele.

E) a corrente elétrica induzida na espira tem o sentido N → M → Q → P.

 

35-(AFA-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UAFA13/image046.jpg

Na região próxima a uma bobina percorrida por  corrente elétrica contínua, existe um campo de indução magnética

B, simétrico ao seu eixo (eixo  x), cuja magnitude diminui com o aumento do módulo da abscissa x, como mostrado na

figura abaixo

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UAFA13/image047.jpg

Uma partícula de carga negativa é lançada em x = xo com uma velocidade Vo, formando um ângulo θ com o sentido

positivo do eixo x.

O módulo da velocidade  v descrita por essa partícula, devido somente à ação desse campo magnético, em função

da posição x, é melhor representado pelo gráfico

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UAFA13/image048.jpg

 


Fluxo magnético- Indução eletromagnética – Sentido da corrente elétrica induzida

 

37-(UERN-RN-PSV-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UERN13/image036.jpg

A corrente elétrica induzida em uma espira, ao se aproximar e afastar com velocidade constante um ima na direção do seu eixo, conforme indicado na figura a seguir, é

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UERN13/image037.jpg

A) continua e se opõe a variação do fluxo magnético que a originou.

B) alternada e se opõe a variação do fluxo magnético que a originou.

C) continua e ocorre a favor da variação do fluxo magnético que a originou.

D) alternada e ocorre a favor da variação do fluxo magnético que a originou.

               

38-(CEFET-MG-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UCefetmg13/image019.jpg

Um anel condutor e circular está posicionado em frente a um ímã, conforme ilustração seguinte.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UCefetmg13/image020.jpg

Fazendo o anel girar em torno do eixo z com velocidade angular constante e período T, o gráfico que representa, corretamente, a corrente nele induzida em função do tempo é

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UCefetmg13/image021.jpg

 

39-(AFA-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UAFA13/image041.jpg

Um gerador homopolar consiste de um disco metálico que é posto a girar com velocidade angular constante em um

campo magnético uniforme, cuja ação é extensiva a toda a área do disco, conforme ilustrado na figura abaixo.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UAFA13/image042.jpg

Ao conectar, entre a borda do disco e o eixo metálico de rotação, uma lâmpada  L cuja resistência elétrica tem

comportamento ôhmico, a potência dissipada no seu filamento, em função do tempo, é melhor representada pelo

gráfico

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UAFA13/image043.jpg

40- (UFRGS-RS-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFRGS13/image041.jpg

O aumento da concentração populacional nas áreas urbanas impõe o desenvolvimento de transportes de massa mais eficientes. Um candidato bastante promissor para esse trabalho é o trem MAGLEV, abreviatura inglesa de Magnetic

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFRGS13/image042.jpg

Levitation, que significa Levitação Magnética.

Diferentemente dos trens convencionais, os trens MAGLEV não possuem motores, sendo assim mais leves, e a principal forma de atrito encontrada durante seu movimento é a resistência do ar, o que lhes permite alcançar velocidades maiores do que 500 km/h .

O princípio de funcionamento é relativamente simples e um dos sistemas em uso, a chamada Suspensão Eletrodinâmica (ou levitação por repulsão), emprega correntes elétricas induzidas em condutores submetidos a fluxos magnéticos variáveis.

A figura abaixo ilustra o processo básico: campos magnéticos intensos, criados por bobinas fixas no trem, induzem

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFRGS13/image043.jpg

forças eletromotrizes variáveis nas bobinas em forma de “8”, fixas nos trilhos. As correntes elétricas resultantes nessas

bobinas originam campos magnéticos com polaridades invertidas, conforme mostra a figura a). Assim, as bobinas fixas no trem serão atraídas pelas metades superiores e repelidas pelas metades inferiores das bobinas dos trilhos (figura b), promovendo a levitação.

Com base na descrição acima, podemos afirmar corretamente que o trem MAGLEV é uma aplicação direta do

Eletromagnetismo, em particular da

(A) lei de Coulomb.      (B) lei de Ohm.      (C) lei de Ampere.    (D) lei de Faraday-Lenz.       (E) lei de Biot-Savart.

 

QUESTÃO 41-(UFMG-MG-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image019.jpg

O professor Lúcio pretende demonstrar o efeito de indução eletromagnética. Para isso, ele usa um fio condutor retilíneo, encapado com material isolante, no qual estabelece uma corrente elétrica i cujo valor varia com o tempo.Ele coloca um anel metálico próximo ao fio em três situações distintas, descritas a seguir.

1. Na situação 1, o professor sustenta o anel na horizontal e coloca o fio na vertical, passando pelo centro do anel, como

representado na figura.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image020.jpg

ASSINALE com um X a opção correta.

Nessa situação, existe corrente induzida no anel?

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image021.jpg

JUSTIFIQUE sua resposta.

 

2. Na situação 2, o professor Lúcio coloca o anel e o fio sobre uma superfície plana, um ao lado do outro, como representado na figura.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image022.jpg

ASSINALE com um X a opção correta.

 Na situação 2, existe corrente induzida no anel?

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image023.jpg

JUSTIFIQUE sua resposta.

 

3. Na situação 3, o professor Lúcio coloca o fio sobre o anel, passando pelo seu centro, como representado na figura.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image024.jpg

ASSINALE com um X a opção correta.

Na situação 3, existe corrente induzida no anel?

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image025.jpg

JUSTIFIQUE sua resposta.


 

Força eletromotriz induzida
Transformadore
s

 

58-(UNEB-BA-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UNEB13/image011.jpg

Com base no processo da produção de energia elétrica nas usinas nucleares, analise as afirmativas e marque com V as

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UNEB13/image012.jpg

verdadeiras e com F, as falsas.

( ) A produção de energia elétrica no gerador das usinas nuclear, termoelétrica e hidrelétrica segue o mesmo princípio de funcionamento.

( ) O sentido do campo magnético produzido por corrente induzida é igual ao sentido do campo magnético externo que produz a variação do fluxo magnético em um rotor do gerador.

( ) O princípio de funcionamento de um transformador de tensão é o da indução eletromagnética.

( ) A força eletromotriz induzida independe da resistência elétrica do fio da bobina de um rotor.

A alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo, é a

01) V V F F               02) V F V V                     03) V F F V                      04) F V V F                        05) F F V V

 

QUESTÃO 59-(UFMG-MG-013)

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image019.jpg

O professor Lúcio pretende demonstrar o efeito de indução eletromagnética. Para isso, ele usa um fio condutor retilíneo, encapado com material isolante, no qual estabelece uma corrente elétrica i cujo valor varia com o tempo.Ele coloca um anel metálico próximo ao fio em três situações distintas, descritas a seguir.

1. Na situação 1, o professor sustenta o anel na horizontal e coloca o fio na vertical, passando pelo centro do anel, como

representado na figura.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image020.jpg

ASSINALE com um X a opção correta.

Nessa situação, existe corrente induzida no anel?

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image021.jpg

JUSTIFIQUE sua resposta.

 

2. Na situação 2, o professor Lúcio coloca o anel e o fio sobre uma superfície plana, um ao lado do outro, como representado na figura.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image022.jpg

ASSINALE com um X a opção correta.

 Na situação 2, existe corrente induzida no anel?

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image023.jpg

JUSTIFIQUE sua resposta.

 

3. Na situação 3, o professor Lúcio coloca o fio sobre o anel, passando pelo seu centro, como representado na figura.

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image024.jpg

ASSINALE com um X a opção correta.

Na situação 3, existe corrente induzida no anel?

http://www.fisicaevestibular.com.br/Universidades2013/Imagens/UFMG13/image025.jpg

JUSTIFIQUE sua resposta.

 

  

Resoluções